É sempre difícil lidar com a morte de um ente querido e voltar a ter uma vida normal. Afinal, a dor da perda perdura por um bom tempo e precisamos assimilar a situação para depois retomar as atividades normalmente. Mas, como tratamento, existe a terapia do luto. 

Apesar de não ser muito conhecida no Brasil, ela é muito importante para superar a dor da perda e proporcionar uma nova perspectiva de vida para o paciente. 

Quer saber como essa terapia funciona? Continue lendo este post e descubra os detalhes.

Por que a terapia do luto é importante?

Entender melhor a morte, fazer uma conexão com o amor de quem se foi e reaprender a viver. Esses são os principais motivos que fazem o tratamento com a terapia do luto ser tão importante. Aceitar e transmutar a dor e sofrimento em força e superação leva tempo e a terapia ajuda a encontrar o melhor caminho. 

Descubra agora o passo a passo desse tratamento!

Expressão de sentimentos

Um dos aspectos prejudiciais de uma pessoa em estado de luto é a reclusão. No entanto, guardar para si o sentimento de dor não é um bom sinal. Dessa forma, a terapia surge como uma importante ferramenta para incentivar a expressão dos sentimentos do paciente.

Assim, cabe ao terapeuta conduzi-lo, deixando-o à vontade para expor em palavras o que precisa externar.

Diálogos sobre a morte

Há tipos de mortes mais traumatizantes que outros. Perder um ente querido por suicídio, por exemplo, pode gerar um sentimento grande de culpa no enlutado. Por isso, falar sobre o acontecimento facilita na assimilação da dor e aceitação do ocorrido.

Dessa forma, os diálogos sobre a morte fazem parte do funcionamento da terapia do luto e precisam ser encarados sem medo.  

Solução de problemas cotidianos

O estado de luto interfere na sociabilidade de qualquer pessoa que passa por esse sofrimento. Por isso, durante a terapia do luto, são revelados os problemas que mais afetam o dia a dia do paciente que se encontram nesse estado.

Dessa forma, centrada nos problemas do cotidiano, a terapia do luto incentiva o enlutado a encontrar meios e soluções para lidar com suas questões.

Readaptação à vida normal

Após os estágios do luto, a volta para a vida normal não é tão fácil. Para isso, a terapia propõe uma readaptação para que o sofrimento não volte a aparecer. A partir do foco em solucionar os problemas diários, é possível se readaptar, passo a passo, à vida normal.

Projeção do futuro

A projeção do futuro é trazer de volta atividades gratificantes do enlutado. Para que ele entenda que a vida continua, a terapia de luto projeta um novo futuro a partir de sentimentos e sensações boas, como, por exemplo, hobbies, amigos e sonhos.

 

A partir da terapia do luto, é possível voltar a ter uma vida normal e retomar a escrever uma nova história. Pela terapia, o enlutado recobra as constantes biológicas e comportamento de gratidão. E alguns resultados são: a volta do apetite, do sono, expressões verbais de sentimento e expressões afetivas.

Gostou deste conteúdo? Leia também o nosso post sobre os estágios de luto e entenda quais são as etapas que um enlutado pode passar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *