Falar sobre a morte e os estágios do luto não é algo simples. No entanto, para superar a dor da perda de um ente querido, um sonho ou uma perspectiva de vida, é necessário entender cada etapa desse luto. Pois, a partir da compreensão dos estágios da tristeza profunda, é possível entendê-la como um sentimento passageiro que pode ser superado.

Se você quer entender melhor como se dividem esses estágios do luto, conheça todos eles a partir de agora.

O que são os estágios do luto?

A divisão do luto em cinco estágios se deu a partir de um estudo científico da psiquiatra suiço-americana Elisabeth Kübler-Ross, que identificou e classificou cada etapa. A partir do conhecimento delas, segundo a médica e pesquisadora, o enlutado consegue, de forma simples, entender o caráter passageiro do luto.

Veja os 5 estágios abaixo.

1. Negação

Negar a existência do acontecimento é o primeiro estágio do luto. Aqui, é importante lembrar que a negação pode estar na morte de um ente querido, mas também na perda de um sonho ou perspectiva de vida. Se você não foi aprovado em uma prova muito esperada, por exemplo, pode viver um luto.

Do ponto de vista da rotina, no estágio de negação, nada muda. O enlutado continua levando a vida normalmente e ignorando o que aconteceu. Dessa forma, há a presença de uma defesa psíquica. 

2. Raiva

A revolta com a situação é o segundo estágio. Quando “a ficha cai”, a raiva aparece pela primeira vez. Uma característica frequente nesse estágio é o choro em vários momentos do dia. Além disso, esse estágio pode causar dificuldades para dormir e se alimentar.

Normalmente, o estágio da raiva pode ficar presente até os primeiros seis meses a partir do acontecimento.

3. Barganha

Neste estágio, a pessoa tenta negociar com a morte, criando uma ficção. Para enlutado, o estágio da barganha se apresenta como uma forma de mudar a realidade. Assim, ele cria uma situação na qual poderia evitar e mudar os fatos.

Essa fantasia se dá, sobretudo, em falsas estratégias que visam reverter o ocorrido. E é somente a partir do próximo estágio que a realidade vem à tona e o estado depressivo aparece.

4. Depressão

Agora, a realidade chega em definitivo. A depressão se apresenta no quarto e penúltimo estágio do luto como resultado da quebra da fantasia. Por isso, o isolamento é tão comum nesta etapa. Afinal, há pela primeira vez uma sensação muito forte de vazio profundo.

Com a consciência sobre o que aconteceu, fica mais difícil acreditar que é possível sair do estágio de melancolia.

5. Aceitação

No quinto e último estágio, a dor vai desaparecendo. E isso só é possível por meio da aceitação. É o momento onde a calma se faz presente e o enlutado começa a reorganizar as ideias. Assim, experimentando pela primeira vez um sentimento bom de superação. 

Conhecer os estágios do luto faz com que se torne mais fácil administrar a dor de uma perda, pois é importante saber que, com o tempo, o luto vai desaparecendo. Além disso, com menos angústia, é possível voltar a sonhar e viver bem novamente. Por isso, entende-se os estágios do luto como algo necessário e não como ruim.  

Receba dicas e informações como estas daqui em seu e-mail. Assine a nossa newsletter agora mesmo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *